Continue conectado!
banner_dish

Meio Ambiente

Operação fiscaliza pesca proibida no período da Piracema em cidades do Norte de Minas

/

Divulgação

Hoje em Dia

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Polícia Militar de Meio Ambiente de Minas Gerais (PMMG) realizaram, no fim de novembro, uma operação para coibir o uso de materiais de pesca proibidos na época da Piracema. Realizada nos municípios de Várzea da Palma, Pirapora, Jequitaí, Ibiaí e Ponto Chique, no Norte de Minas, a ação fiscalizou 120 comércios e quatro pescadores amadores, gerando multas no valor total de 34 mil reais.

Equipamentos de pesca de uso proibido – como 800 metros de redes, uma tarrafa, um barco e um motor, além de 32 pacotes de carvão vegetal sem selo de origem florestal foram apreendidos. Um pescador foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia Civil de Pirapora. Outro, conseguiu fugir do local.

A Piracema acontece entre 1º de novembro e 28 de fevereiro e corresponde ao período reprodutivo dos peixes considerados migradores. Nesta época, eles sobem os rios para acasalar e desovar em locais seguros. Durante a subida, os peixes ficam vulneráveis à predação. Mas, é um período onde o exercício da pesca profissional é proibido. Já para o pescador amador, são permitidos até três quilos de peixes.

Leia
Comente!

Escreva o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!