Continue conectado!

Educação

Núcleos de escolinhas de vôlei lançados em Montes Claros

/

Assessoria

Evento também lembrou a tragédia de Janaúba e contou com presença de alunos, pais, autoridades e educadores

A tarde desta quinta-feira (05/10) em Montes Claros foi marcada pelo lançamento oficial dos quatro núcleos das escolinhas de voleibol do projeto do Montes Claros vôlei. Estiveram presentes representantes da empresa, atletas e comissão técnica, familiares das crianças, além de autoridades políticas e empresariais e diretoras dos núcleos participantes. O evento aconteceu na quadra do Centro Educacional Coteminas, no bairro Morrinho e contou com a participação de alunos dos quatro núcleos. São crianças e adolescentes com idade entre 10 e 14 anos que já estão participando das atividades do projeto com aulas práticas e teóricas sobre o voleibol.

As aulas de iniciação esportiva ao voleibol visam incentivar crianças e adolescentes para a prática esportiva, consequentemente, ajudando a mantê-los longe das drogas e da vulnerabilidade social. O lançamento foi aberto com um minuto de silêncio em respeito às crianças do Centro Municipal de Educação Infantil “Gente Inocente” em Janaúba, no Norte de Minas, que foram vítimas de um brutal ataque por parte de um funcionário afastado e que ateou fogo em muitas delas e depois em seu próprio corpo. A tragédia resultou com sete mortos, sendo cinco crianças com idade entre 3 e 5 anos, além de uma professora e do autor do crime. Outras crianças e adultos ainda continuam internados em estado grave ou gravíssimo em hospitais de Janaúba, Montes Claros e Belo Horizonte.

Em sua fala de abertura, o gestor do MOC vôlei Andrey Souza, lembrou das crianças e da sua infância em Janaúba e muito emocionado, disse que é impossível acreditar que alguém em sua sã consciência possa cometer tão bárbaro crime com crianças indefesas.
“Vivi grande parte da minha vida em Janaúba. Cresci ali. Hoje, estou com o coração partido. Dói-me por dentro ver tanta barbárie e covardia com crianças inocentes. Solidarizo-me com todos os pais e mães que deixaram seus filhos na creche vivos e agora eles não voltarão para casa. É muito duro e desumano, foi um ato de extrema covardia e cruel”, destacou o gestor do MOC vôlei.

Por outro lado, Andrey Souza ressaltou os pais presentes ao lançamento do projeto e completou dizendo que eles são grandes responsáveis pela participação dos filhos nas escolhinhas de voleibol, pois sabem que o esporte e a educação são base para o futuro dos filhos. “Vocês pais, estão de parabéns por acreditarem no projeto e incentivarem os filhos para a prática esportiva. Melhor legado que um pai pode deixar para o filho é a educação e a convivência harmoniosa em sociedade. E nas aulas de voleibol os teus filhos aprendem a conviver em grupo, respeitar os outros, além de uma iniciação ao esporte, longe dos caminhos errados como as drogas e a marginalidade”, acrescentou.

O capitão e levantador do Montes Claros vôlei Sandro Carvalho, representando todos os jogadores e comissão técnica presente do lançamento do projeto, disse quem sua fala que o esporte é a chave para um futuro longe da marginalidade, de bem-estar social e sinônimo de saúde. “Vocês estão no caminho certo. O esporte é o grande aliado da educação e da cultura. Daqui podem sair futuros jogadores que irão representar Montes Claros em disputas nacionais como a Superliga. Eu, estou extremamente feliz em estar aqui hoje, podendo para um público tão especial que vê no esporte, principalmente no vôlei, um futuro melhor longe das drogas e perto de valores tão importantes para a construção de cidadãos de bem”, ressaltou.

O projeto

Ao todo, os polos podem receber juntos, 240 crianças e adolescentes com idades entre 10 e 14 anos de ambos os sexos. São 60 vagas por núcleo. Ainda existem vagas em aberto em alguns núcleos. Na ocasião, todos os assistidos do projeto receberam, gratuitamente, uniformes. Já os professores qualificados e graduados que foram selecionados para execução do projeto têm à disposição material esportivo de qualidade para o pleno desenvolvimento das aulas.

Os quatro núcleos estão localizados no Centro Educacional da Coteminas, Praça de Esportes, Escola Municipal Maria de Lourdes, no bairro Independência e Escola Estadual Beato José de Anchieta, no Cristo Rei. O projeto terá duração até setembro de 2018. Nos núcleos, os alunos estão vivenciando aulas sistematizadas e práticas, duas vezes na semana, sobre a iniciação esportiva ao voleibol.

Leia
Comente!

Escreva o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *